Pesquisa
Acesso
Login:
Senha:


Palavras para desatar nós
Autor: Rubem Alves
Editora: Papirus Editora
Edição: 01
Área: Literatura / Poesia
Coleção: Catálogo geral
Código: 9788530809416
ISBN: 978-85-308-0941-6
Lançamento: 09/03/2016
Ano 1ª Edição: 2011
Acabamento: Colado e costurado
Encadernação: Brochura
Nº Páginas: 176
Orelha: Sim
Público Alvo: Geral.
Preço de Capa: R$ 47,90
Peso (Kilos): 0,32

Sinopse

Você está lendo uma frase, um parágrafo. De repente, surge um sorriso em seus lábios.

Todos nós já vivemos algo assim. Trata-se do poder da palavra. Para além ou para aquém do que o autor queria dizer, aquela ideia lhe trouxe à lembrança uma experiência prazerosa, ou talvez o tenha levado a devaneios divertidos ou interessantes.

Seja como for, é evidente o poder da palavra. Ele se manifesta, por exemplo, quando um texto nos descola do aqui e agora, do pressuposto ou já conhecido, transportando-nos para outras paragens, outros modos de ver e sentir.

Esse é um jeito de desatar nós. Deixar-se conduzir pela mão do autor aos cenários os mais diversos, espiando o mundo com outros olhos.

"As pessoas que me procuraram nos anos em que exerci a psicanálise eram todas diferentes e tinham queixas diferentes. Mas debaixo das múltiplas pequenas queixas havia uma única grande queixa: queriam ter alegria. Essa é a busca comum de tudo o que vive. Acho que até as plantas querem ser felizes. (...)"

Sumário

Apresentação
O feitiço de Áquila
A arte de engolir sapos
As lâmpadas e a inteligência
Saúde mental
Um único momento
Tranquilize-se...
As ideias loucas
O caos e a beleza
Sobre deuses e rezas
A alegria da música
Sucesso
As coisas essenciais
A arte de viajar
Da tragédia e da beleza
Variação sobre um tema antigo
A ternura
Sobre o otimismo e a esperança
O benefício da dúvida
Fazer nada
Depressão
O múltiplo e o simples
A árvore inútil
Sobre a ciência e a sapientia
Tristeza-beleza
Diário
Sobre a morte e o morrer
A amizade
"Você e o seu retrato"
A solidão amiga
Oração
Sugestão
Dor de ideia? Tome filosofia uma vez por dia
Sobre príncipes e sapos
A cegueira
É melhor não comparecer ao encontro...
Oblíquo
Dropes: Autores
Meu tipo inesquecível
Sobre simplicidade e sabedoria
Sobre a inveja
Tenho medo
Quem sou?
Fala
Deus existe?
A maquineta de roubar pitangas
E o centro, onde fica?
Poça de água suja

.