Pesquisa
Acesso
Login:
Senha:

Newsletter

MÔNICA SOLTAU TRANSFORMA MATEMÁTICA EM DIVERSÃO


"Nove entre dez alunos odeiam matemática. O outro está mentindo." Essa piadinha comum e exagerada reflete uma realidade: boa parte dos estudantes brasileiros não se dá bem com contas e números, na maior parte das vezes porque considera a disciplina enfadonha e monótona. A professora de matemática Mônica Soltau da Silva, porém, prova que essas afirmações não poderiam estar mais equivocadas no segundo volume de Clube de Matemática: Jogos educativos e multidisciplinares, lançamento da Papirus.

Jogo da bolinha na rampa, Hexaformas, Caixa monetária, Jacaré legal... no total são 20 jogos para educação infantil e ensino fundamental que mostram como a matemática pode ser divertida. Todos são amplamente exemplificados por Mônica, que ensina desde como confeccioná-los até as melhores formas de aplicá-los e em quais séries. O livro traz ainda moldes de pião, cubos, tabuleiros etc.

"Em educação não se pode parar. É preciso inovar sempre, criar e buscar caminhos diferentes e atrativos para estimular nos alunos a vontade de aprender. É isso que o Clube de Matemática possibilita: a transformação da escola num ambiente rico em possibilidades de ação, priorizando o lúdico em suas atividades e promovendo o fascínio de aprender", diz a autora, que ressalta que os exercícios podem ser aproveitados em outras disciplinas também. "Basta que o professor tenha criatividade."

A obra também descreve o Clube de Matemática criado por Mônica em Telêmaco Borba, no Paraná, um exemplo a ser seguido em escolas de todo país. O clube desenvolve atividades como matemática no recreio (inclusive entre pais e filhos) e matemática na rua e na praça, promovendo o ensino da disciplina de maneira divertida na sociedade.

Mônica tem ainda o Projeto Clube de Matemática Solidário, que promove a multiplicação do clube em colégios municipais.

.