Pesquisa
Acesso
Login:
Senha:

Newsletter

UMA AULA SOBRE... A AULA


Quando pela primeira vez um homem das cavernas teve que correr de um tigre-de-dente-de-sabre para, a muito custo, salvar sua vida, ele com certeza aprendeu uma lição. Mas quando teria acontecido a primeira aula?

A história e a evolução da aula, além de reflexões sobre algumas lacunas que se verificam na formação e na atuação dos professores, estão em Aula: Gênese, dimensões, princípios e práticas, lançamento da Papirus Editora.

Organizado pela pós-doutora em Educação (Unicamp) Ilma Passos Alencastro Veiga, o livro traz textos de 13 autores - entre os quais a organizadora - que buscam esclarecer os conceitos de uma boa aula em torno dos quatro eixos definidos no título da obra.

Mais ainda, os autores buscam revisitar os fundamentos teórico-práticos de uma aula, a fim de atender à complexa tarefa de educar no mundo atual.

"A aula é concebida no âmbito das relações humanas e sociais que proporcionam um conjunto de experiências e interações para professor e aluno. É um projeto de construção colaborativa entre ambos. Porém, é muito mais do que isso: é um ato técnico-político, criativo, expressão da beleza e dos valores científicos e éticos de cada um dos envolvidos no processo de ensino", diz Ilma.

Em tempo: de acordo com ela, as salas de aula - e portanto as aulas mais formais, como conhecemos hoje - surgiram a partir do século XV, quando pensões onde estudantes moravam foram transformadas em internatos, como medida de proteção às tentações do mundo exterior.

"Nesse momento surgiu a preocupação com uma arquitetura que privilegiasse espaços comuns a todos para oração, claustros e transmissão de conhecimentos, com assentos enfileirados e um local central para o professor", conta.

.