Pesquisa
Acesso
Login:
Senha:

Newsletter


PENSO, SINTO, LOGO ME ESTRESSO

Papirus Editora lança nova obra da especialista em stress Marilda Lipp, Sentimentos que causam stress: Como lidar com eles



Frustração, raiva, medo, pressão, mágoa. As emoções e os pensamentos são o canal que usamos para nos relacionar com o meio que nos cerca. Eles também nos norteiam sobre a maneira de agirmos em determinadas situações. O problema é que, em alguns momentos, nossa interpretação do mundo acaba sendo negativa – às vezes por um "erro de leitura", que aparece quando analisamos uma situação corriqueira –, o que gera o stress. Compreender corretamente emoções e sentimentos (inclusive as diferenças entre esses dois conceitos) é fundamental em todos os momentos da vida. Como havia no mercado pouco material sério e com linguagem simples para que também o leigo se informasse sobre o assunto, a Papirus Editora resolveu lançar o livro Sentimentos que causam stress: Como lidar com eles, organizado pela psicóloga e especialista em stress Marilda Lipp.

Os temas dos textos que compõem a obra foram escolhidos com base no que os autores – renomados cientistas, professores e clínicos com grande experiência no tema – observaram como fatores mais comuns no consultório psicológico. "Nossa ideia é abordar os estados subjetivos mais frequentemente associados ao stress emocional autoproduzido", explica Marilda Lipp. "O que precisamos controlar é o nosso modo de pensar sobre os eventos. Não se trata de ser um eterno otimista, mas sim de interpretar o mundo de modo mais positivo, até realista, sem os exageros do negativismo, do perfeccionismo e da intolerância", completa.

Os capítulos da obra estão divididos por sentimentos: ansiedade, pressa e excesso de responsabilidade, melancolia, tristeza, euforia, ciúme, inveja, sentimentos de menos-valia e de perda, além daqueles que surgem em decorrência de situações traumáticas. O livro traz também um capítulo especialmente dedicado aos sentimentos que surgem na infância e que, muitas vezes, repercutem negativamente pelo resto da vida. Marilda Lipp alerta: compreender e mudar a maneira como vemos o mundo não significa ter total controle de nossos sentimentos e emoções (o que nem é recomendável). "Os sentimentos são preciosos e necessários a fim de se ter um convívio adequado na família e na sociedade. No entanto, muito stress pode ser criado desnecessariamente devido ao nosso modo de perceber algum fato. O que o livro pretende é levar o leitor a entender os próprios sentimentos e a tomar cuidado com as percepções errôneas que faz de alguns eventos", conclui a organizadora.

.