Pesquisa
Acesso
Login:
Senha:

Newsletter



Os alunos e a escola mudaram.
E os professores?



As transformações na escola não são recentes. Há anos vemos mudanças nos alunos, nos conteúdos ensinados e até mesmo na forma de ensinar. Por isso, é de suma necessidade refletir sobre a importância da formação do professor centrada na escola democratizada e que recebe, principalmente, alunos das camadas mais pobres da população. Esse é o tema do livro A escola mudou. Que mude a formação de professores!, organizado por Ilma Passos Alencastro Veiga e Edileuza Fernandes da Silva.

"Os professores são produto de um processo de formação e são portadores de conhecimento. A formação continuada deve estar centrada no projeto pedagógico da escola e sua importância é a de propiciar ao professor a atualização e a ampliação dos conhecimentos necessários ao ato de ensinar. E, mais ainda, construir com o professor uma visão de totalidade, ou seja, conhecer na essência, determinando e organizando o conhecimento mais relevante e significativo para a aprendizagem do aluno", explica Ilma.

A obra é composta por cinco capítulos que tratam de várias abordagens sobre a formação docente: possibilidades inovadoras, currículo, práticas pedagógicas de professores na educação básica e na educação continuada. "O livro explora experiências bem-sucedidas de formação continuada por meio da coordenação pedagógica, das atividades coletivas, das oficinas pedagógicas etc.", conta a organizadora.

"A formação de professores está baseada na perspectiva mais pragmatista, do tecnólogo do ensino, e na pedagogia das competências. No entanto, se a escola mudar, temos que mudar a formação dos professores levando em consideração a diversidade e a heterogeneidade do aluno. Temos que procurar novas propostas de formação docente", conclui Ilma.

.