Pesquisa
Acesso
Login:
Senha:

Newsletter



Lazer, formação profissional e currículo


Qualquer pessoa pode desenvolver possibilidades de lazer, que envolvem interesses físicos e esportivos, práticos e manuais, sociais, intelectuais, artísticos e turísticos. Mas para obter melhores resultados e garantir mais qualidade de vida, é preciso uma formação profissional que trabalhe especificamente com essas práticas. Para refletir sobre a preparação desse especialista, a Papirus Editora lança Lazer em estudo: Currículo e formação profissional, livro organizado por Hélder Isayama.

"O objetivo é construir fundamentos que possam contribuir com a sólida formação de profissionais de diferentes áreas, tendo em vista uma ação comprometida com o avanço de conhecimentos teórico-práticos sobre o lazer na sociedade brasileira", explica Isayama. Para isso, foram convidados professores universitários de diferentes áreas do conhecimento que têm se debruçado sobre a temática da formação profissional e seus desdobramentos no campo específico do lazer.

A obra está dividida em dois conjuntos de textos. "Um primeiro grupo procura relacionar o lazer com temáticas recorrentes no contexto da formação profissional: currículo, teoria e prática, pesquisa, saberes profissionais e formação cultural. Os demais textos buscam discutir as interfaces do lazer com diferentes campos de formação, que historicamente vêm possibilitando a ação no âmbito do lazer: educação física, turismo, terapia ocupacional e administração", detalha o organizador.

O público-alvo do livro são alunos, professores e pesquisadores de diversas áreas do conhecimento. "Especialmente nos últimos anos, vem aumentando a preocupação com o lazer, entendido como um dos fatores fundamentais para a promoção da melhoria de qualidade de vida. Além disso, o tema vem sendo amplamente destacado pelos meios de comunicação de massa como uma das áreas mais promissoras do século XXI, bem como há o entendimento do lazer como um direito social previsto no artigo 6º da Constituição Brasileira. Em virtude disso, ampliam-se as possibilidades e os espaços de intervenção profissional nesse campo", finaliza Isayama.

.