Pesquisa
Acesso
Login:
Senha:

Newsletter

A MILENAR EDUCAÇÃO DA ARTE-ARTESANATO

Tradição pode ser considerada como uma palavra que pode simbolizar o antigo, o imutável e, talvez, até o antiquado. No entanto, o livro Sobre arte e educação: Entre a oficina artesanal e a sala de aula, de Sumaya Mattar - mais um lançamento da Papirus Editora - chega para demonstrar que é por meio da tradição que os mestres artesãos do barro conseguem transmitir para seus alunos o amplo conhecimento e a experiência criadora que detêm. Não prendem os ensinamentos a procedimentos técnicos, mas compartilham com os aprendizes valores, princípios e uma maneira de agir no mundo.

É por essa abordagem que Sumaya discute a deterioração dos sistemas escolares e aponta alternativas para o ensino e a aprendizagem da arte, baseadas em princípios mais humanísticos. Os métodos expostos na obra procuram oferecer contribuições à renovação das práticas educativas escolares. "De um modo geral, o ensino de arte que hoje se desenvolve no espaço escolar está marcado por um profundo esvaziamento cultural e existencial. As práticas educativas são reiterativas e imitativas, desprovidas de significado tanto para alunos quanto para professores", afirma a autora.

O foco do trabalho artístico estudado na obra é o desenvolvido artesanalmente (escultura e cerâmica). "Considerei necessário investigar experiências de ensino-aprendizagem da arte que se pautassem em princípios humanísticos com o objetivo de encontrar elementos que me ajudassem a refletir sobre a aprendizagem artística. Por isso resolvi procurá-las em práticas de ensino-aprendizagem da arte nas quais se pudessem encontrar modos de ensinar e aprender não reificados", explica Sumaya.

Segundo a autora, os capítulos tratam, de forma aprofundada, de assuntos específicos relacionados ao tema do livro. "O destaque fica para a imersão que faço nos universos poético e pedagógico das duas mestras ceramistas Shoko Suzuki e Izabel Mendes da Cunha, sobretudo porque são elas mesmas, com sua sabedoria e jeito próprio de falar, que nos contam sobre suas vidas, suas ideias e modos de trabalho. Os gestos e as palavras das mestras, aliados à grandeza de sua obra, nos trazem saberes fundamentais sobre a razão de ser do ensinar e aprender arte", finaliza.

O livro destina-se a todos aqueles que estão envolvidos ou se interessam pela arte e seu ensino: artistas, pesquisadores, docentes e estudantes de graduação e de pós-graduação das áreas de arte e educação, professores de arte que atuam nas várias etapas da educação básica, enfim, todos os profissionais envolvidos com a educação docente, ceramistas e interessados em arte popular e culturas japonesa e brasileira.

.