Pesquisa
Acesso
Login:
Senha:

Newsletter

Fazendo (e aprendendo) arte na escola


A arte não é apenas um fazer, mas uma forma de conhecer o mundo. Por intermédio dela, são experimentadas maneiras de se relacionar com o universo, de investigar questões de interesse e se expressar. Garantir essa possibilidade de conhecimento e expressão é parte do trabalho do professor, e é também o foco da obra Entre linhas, formas e cores: Arte na escola, lançamento da Papirus Editora.

A publicação foi organizada por Tatiana Fecchio Gonçalves e Adriana Rodrigues Dias, que explicam: "O livro contém discussões atuais relativas à prática de ensino do professor de arte na escola. São apresentadas discussões que vão desde a elucidação teórica de opções e escolhas a serem realizadas por esse professor até relatos nos quais se pode verifiar efetivamente como é possível exercer relações de ensino e aprendizagem pautadas numa postura mais poética, criativa e livre, menos mediada pelo encapsulamento e enrijecimento que as apostilas escolares têm apresentado".

A obra é dividida em cinco partes: "O artista educador"; "Perda da capacidade expressiva e possibilidade de reencantamento"; "Poetizar: O lúdico e a simbolização"; "Por um conhecimento significativo"; e "Reflexões sobre estratégias didático-pedagógicas". Segundo Adriana e Tatiana, "essa organização pretende dar aos leitores a possibilidade de apreensão de um ciclo completo de reflexão no desenvolvimento das suas atividades, desde a reflexão teórica sobre os preceitos que pautam a prática até as questões da prática em si".

De acordo com elas, o aluno deve ver o fazer artístico como uma forma de articulação de suas ideias, de experimentação, de liberdade, de exercício criativo, de respeito e acolhimento ao individual/diverso. Além disso, a avaliação da disciplina precisa se afastar de rótulos. "Devem-se valorizar o modo de fazer do aluno, os elementos apresentados em seu trabalho, a reflexão que realiza, o quanto é articulado em cada etapa do processo do fazer", concluem.

A obra é direcionada para educadores de arte (ensino fundamental I e II e ensino médio), professores, coordenadores pedagógicos de escolas públicas e privadas, diretores, estudantes de graduação e pós-graduação (stricto e lato sensu) em cursos voltados à arte e/ou à pedagogia.

.