Pesquisa
Acesso
Login:
Senha:


SET/2007 - PAPIRUS EDITORA NA BIENAL INTERNACIONAL DO LIVRO (RJ)



Frei Betto, Mario Sergio Cortella, Rubem Alves, Celso Antunes... Autores renomados e assuntos instigantes são a marca dos 15 lançamentos da Papirus na XIII Bienal do Rio

Educação, filosofia, jornal em sala de aula, afetividade, histórias infantis e até o uso de histórias em quadrinhos para ensinar. É com esse grande leque de assuntos instigantes que a Papirus Editora, de Campinas, pretende ser um dos destaques da 13ª Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro, que começa no próximo dia 13 de setembro, no Rio Centro. A editora levará para a Bienal 15 lançamentos, entre eles: Sobre a esperança: Diálogo, de Frei Betto e Mario Sergio Cortella; Diário de um educador, de Celso Antunes; Simplesmente Marina, de Nye Ribeiro; e Pensamentos que penso quando não estou pensando, de Rubem Alves. "Nossa expectativa é muito positiva, pois a Bienal do Rio se transformou na principal feira do setor no país e é um evento que se supera a cada edição", diz Fernando Cornacchia, diretor da editora.

Ele conta que a Papirus Editora participa da Bienal há 16 anos ¿ nesta edição, estará localizada no Pavilhão Verde, estande nº 340 ¿ e, assim como a própria Bienal, busca evoluir a cada novo evento. "O atual momento do mercado exige muita criatividade das editoras na escolha de suas publicações. Por isso, o desafio da Papirus é justamente diversificar seus produtos a fim de conquistar um público maior, mas sem perder a identidade de sua linha editorial", ressalta.

Cornacchia acrescenta que, dentre os produtos que se encaixam nesse perfil, podem ser destacados o livro Reverência pela vida (de Rubem Alves), que vem acompanhado de um DVD inédito, e os últimos lançamentos da coleção Papirus Debates, que tratam de temas atuais como a esperança e o ensino de filosofia em linguagem acessível. Com mais de 30 anos de existência, a Papirus é uma das mais importantes editoras nacionais na área de educação. O número de títulos publicados já ultrapassou 900 ¿ dos quais pelo menos metade permanece em catálogo ¿, e a editora já recebeu dois prêmios Jabuti: em 1996, pela obra Lidando com crianças, conversando com seus pais, de José Martins Filho (também publicado em Portugal); e em 1998, pelo livro Ética e cidadania: Caminhos da filosofia, organizado por Silvio Gallo.

Além dos lançamentos, a Papirus terá em exposição no estande praticamente todo o catálogo da editora. São livros em grande parte voltados para o público acadêmico, tanto professores quanto alunos, abrangendo as áreas de ciências humanas. O campo da educação merece destaque por representar mais da metade das publicações da editora. No entanto, a expectativa é que as vendas no evento atinjam todas as áreas, como literatura, literatura infantil e a coleção Papirus Debates.





.