logo-papirus7 mares

A mise en scène no cinema Do clássico ao cinema de fluxo

Esse livro oferece uma abordagem histórica, estética e crítica de um dos principais conceitos do vocabulário fílmico - a ideia...

Ler sinopse completa
Autor
Luiz Carlos Oliveira Júnior
Edição
21/01/2020 - 6a. reimpressão
N° de páginas
224
ISBN
9788530810511

R$ 73,50

em até ou
Ver parcelas

Em estoque

OK
Forma de Envio Custo Estimado Entrega Estimada
Outros pontos de venda
Este livro também está à venda em outras lojas. Clique no botão para saber mais.

Ficha técnica

Autor
Luiz Carlos Oliveira Júnior
Edição
21/01/2020 - 6a. reimpressão
ISBN
9788530810511
Lançamento
15/08/2013
Ano 1ª Edição
2013
Formato
Livro brochura (paperback)
N° Páginas
224
Peso (g)
335g
Dimensões (PxLxA)
1.2 × 23 × 16 cm

Sinopse

Esse livro oferece uma abordagem histórica, estética e crítica de um dos principais conceitos do vocabulário fílmico - a ideia de mise en scène. O autor investiga as origens teatrais do termo e sua aplicação na teoria cinematográfica, enfatizando o papel central que ela adquiriu nos anos 1950, quando se tornou ferramenta teórica da revista Cahiers du Cinéma. Depois de identificar a definição clássica da mise en scène, a discussão se desloca para as diferentes etapas de evolução e problematização do termo nas últimas décadas, culminando com a aparição das noções de cinema de fluxo e filme-dispositivo a partir do final dos anos 1990. É quando se reacende o debate, iniciado na segunda metade da década de 1960, sobre o possível 'fim da mise en scène' e sua substituição por outras estratégias conceituais. A obra procura articular a abordagem teórica à prática da análise fílmica. Para tanto, além de avaliar a mise en scène tal como aparece nos escritos clássicos (Rivette, Rohmer, Michel Mourlet, Alexandre Astruc) e do mais modernos ao século XXI (Jacques Aumont, David Bordwell, Stéphane Bouquet, Alain Bergala), analisa os estilos de encenação de diretores pertencentes a diferentes épocas e escolas estéticas, como Otto Preminger, Joseph Losey, Claire Denis e Hou Hsiao-hsien.

Desenvolvido por Interteia Comunicação
arrow-right